Comissão do Senado aprova indicação de Kassio Nunes para o STF

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (21), por 22 votos a 5, o nome do juiz federal Kassio Nunes para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Agora, cabe ao plenário da Casa referendar a decisão do colegiado de aprovar o nome do primeiro indicado do presidente Jair Bolsonaro para o Supremo.

A votação ocorreu após a sabatina.A reunião durou mais de nove horas e foi marcada por elogios de petistas e críticas de lavajatistas, de acordo com a Folha de São Paulo.

Em diversos momentos, Kassio evitou responder aos questionamentos sob argumento de que pode se deparar com os temas caso seja aprovado para o STF. Kassio também procurou esclarecer inconsistências no seu currículo e tentou justificar a presença da sua mulher como empregada do gabinete do senador Elmano Férrer (PP-PI), mas disse não saber qual é a função dela na Casa.

O primeiro indicado de Bolsonaro para uma vaga no STF se alinhou ao chefe do Executivo em assuntos como aborto e drogas e se definiu como um juiz garantista que não julga de acordo com o clamor popular.

bahianoticias