Câmara reajusta e teto de reembolso com saúde de deputados vai a R$ 135 mil

A Câmara dos Deputados reajustou o valor total destinado a reembolsos de gastos com saúde dos parlamentares. A partir de agora serão destinados R$ 135,4 mil para esta finalidade. O valor anterior era de R$ 50 mil. O aumento é de 170,8%.

A mudança foi publicada na segunda-feira (29) em edição extra do Diário Oficial da Câmara dos Deputados e foi assinada pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), líder do centrão apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

O texto explica que o valor anterior havia sido definido em 2015 e, por isso, estava defasado . Para o reajuste, de acordo com a publicação, a Mesa Diretora da Câmara se baseou na VCMH (Variação de Custo Médico-Hospitalar), a chamada “inflação médica” para estabelecer o reajuste.

“Essa atualização corrigirá a natural defasagem monetária de um valor fixado no ano de 2015 e proporcionará maior agilidade (racionalização) no atendimento às demandas relativas ao reembolso de despesas com saúde por parte dos senhores deputados”, diz o texto.

De acordo com a Câmara, o valor que exceder o limite estabelecido de R$ 135,4 mil será avaliado pela Mesa Diretora, assim como ocorria antes.

Bahia Notícias